*Engenharia Genética*

Thursday, March 23, 2006

Um novo ser…

Hoje em dia é permissível introduzir e tornar funcional, num ser vivo, um gene proveniente de outro ser vivo de uma espécie diferente. Esta técnica permite desenvolver microrganismos capazes de sintetizarem proteínas com interesse comercial e alterar características de plantas e de animais.Ao inserir genes humanos em bactérias ou leveduras foi possível uma elevada produção de hormonas e vacinas. Assim, foi exequível a obtenção destes produtos em quantidades imensas e, portanto, a custos mais reduzidos.Contudo, apesar dos seus auxílios incontestáveis, estas modificações genéticas levantam sérias preocupações éticas relacionadas com eventuais impactos negativos sobre o ambiente, a saúde pública e a sociedade e os seus valores.

"Deverá o processo de clonagem ser utilizado para fins que não sejam terapêuticos?"

São várias as polémicas criadas em redor desta pergunta. Devido a isto, esta ficará em aberto, à espera de respostas…
Por isso, envie a sua opinião, de modo que seja possível obter dados mais “concretos”, há cerca desta questão tão contestada.
Conto com a sua opinião…

O que é que a Engenharia Genética nos possibilitou?

A Engenharia Genética possibilitou-nos exercer técnicas de clonagem, isto é, fez com que fosse possível obter uma cópia de uma molécula de DNA recombinante, contendo um gene ou parte da sequência de DNA que se pretende estudar. Este processo consiste numa reprodução assexuada a partir de uma célula mãe, utilizando células geneticamente idênticas entre si a a célula progenitora.
Contudo, esta técnica está restrita a fins terapêuticos, não podendo ser exercida para outros fins.

O que é a Engenharia genética?

Engenharia Genética pode ser definida como o conjunto de técnicas capazes de permitir a identificação, manipulação e multiplicação de genes dos organismos vivos.
Foi através desta nova ciência que se tornou possível a manipulação do DNA, ou seja, do ácido desoxirribonucleico que existe nas células dos seres vivos e assim recombinar genes, alterando-os, trocando-os ou adicionando genes de diferentes origens criando novas formas de vida.
Sendo assim, a Engenharia Genética facultou a leitura do genoma das espécies animais, incluindo o ser humano (Genoma Humano) e dos vegetais, bem como a criação de seres clonados (copiados), desenvolveu a terapia genética, entre outras coisas.
Estas novas possibilidades no campo da genética originaram grandes polémicas e preocupações em torna do Homem e dos governos visto que se o processo for mal direccionado, poderá prejudicar o património genético, podendo mesmo ser fatal.
Devido a isto, já existe uma conjectura legal defendendo as actividades desta nova ciência.

Saturday, March 04, 2006

"Criação de óvulos e espermatozoides laboratorialmente"

No dia 21 de Junho do ano que passou, foi publicado no site “VISAOONLINE”, que dentro de aproximadamente dez anos, será possível a criação de espermatozóides e óvulos em laboratório.
Segundo dois investigadores da Universidade de Sheffield, Behrouz Aflatoonian e Harry Moore, será possível a criação de “células germinais ou reprodutoras a partir de células estaminais embrionárias”. Para isto acontecer, basta implanta-las nos testículos do homem ou nos ovários da mulher, visto que estes possuem as condições hormonais favoráveis ao seu desenvolvimento; e, o processo de clonagem terapêutica, de modo a garantir que a transmissão genética se dá dos portadores para os receptores.
Fonte: Visao Online

"Descoberta"


Após longos anos de investigação, foi descoberto o gene que regula a fertilidade. Tal aconteceu aquando um estudo para combater o cancro. Os responsáveis por esta descoberta, dizem que, “por meio de engenharia genética, foi criado um ratinho que não dispunha de dois genes necessários para reparar ADN danificado por radiação”. No entanto, pôde verificar-se que “animal não podia reproduzir-se.”
Sendo assim, criaram-se mais ratinhos com apenas um desses genes e averiguou-se que as fêmeas não conseguiam levar uma gravidez ate ao fim, e acabavam sempre por abortar.


Fonte: JN

"Clonagem Humana gera polémica"

O processo de clonagem humana tem gerado grande polémica, visto ainda não estar garantida que esta é apenas utilizada para fins terapêuticos. Devido a isto, em Assembleia Geral das Nações Unidas, a ONU decidiu que deviam ser tomadas medidas para impedir que este processo ocorra.
Este facto pode trazer consequências graves, pois, ao ser proibido, o processo de clonagem não poderá ser efectuado nem como método terapêutico, o que vai impossibilitar vários seres humanos de verem os seus problemas de saúde tratados.

"Primeiros embrioes a serem criados"

Foi publicado no site “Exame Informática”, que foram criados os primeiros embriões humanos, na Inglaterra e Coreia do Sul. Tal acontecimento deu-se graças aos estudos de Investigadores da Universidade de Newcastle e da Universidade Nacional de Seul. No entanto, os investigadores garantem que estes só serão utilizados para fins terapêuticos, nomeadamente no tratamento de doenças como a diabetes, ou no transplante de órgãos vitais. Estes investigadores explicam também, que conseguiram obter um embrião, mais concretamente um blastocisto, após a transferência do núcleo de uma célula humana.

Fonte: EXAME INFORMÀTICA

http://exameinformatica.clix.pt